img-feed img-feed-email

MURAL DO TUBA FÍSICA

AVISO
:
Este blog está sendo atualizado esporadicamente, pois o autor anda extremamente ocupado. Os demais blogs Tuba Livre estão sendo atualizados com frequência. Endereço no Facebook: http://www.facebook.com/tubalivre

Tuba Livre a todo vapor no Facebook

26 outubro 2009

Lugar de arquivo corrompido é a lixeira

O texto a seguir é um extrato adaptado da reportagem “UMA IDÉIA PARA NOS LIVRAR DE SARNEY" de Eduardo Szklarz da revista Superinteressante deste mês. Para ler a reportagem inteira compre a revista na banca. As frases e expressões entre colchetes são comentários meus.

Protesto na rua não adianta muita coisa. Pra sufocar a corrupção, precisamos vigiar o passo dos políticos. E acabar com o pequeno poder [“jeitinho brasileiro”]. O caminho para isso? Colocar o governo na internet.

A reportagem constata que a tecnologia é capaz de sufocar a corrupção. E com só dois golpes: transparência e desburocratização.
É fácil entender por quê. Basta lembrar de um recente escândalo legitimamente brasileiro. O presidente do Senado, José Sarney, mexeu seus pauzinhos e descolou um emprego público pra parentes – graças a nomeações secretas. Atos como esses, selados e mantidos a portas fechadas, são o habitat natural da corrupção. “Quanto mais informações sobre a gestão tivermos, menor o nível de práticas corruptivas”, diz Daniel Kaufmann, ex-diretor do Instituto Banco Mundial e especialista no assunto. Ou seja: em uma gestão aberta, fica mais fácil fiscalizar os governantes. E mais fácil tirar políticos como Sarney do jogo.

A tecnologia prova que isso é verdade. A reportagem mostra alguns exemplos nos quais a tecnologia fez diminuir a corrupção: como o uso de quiosques eletrônicos, numa cidade indiana, para acabar com os subornos na hora de oficializar a compra ou a venda de um terreno, que antes dependia sempre de um contador público e, claro, de um suborno; nos EUA, pesquisa mostrou que um prefeito vê suas chances de reeleição despencar se for acusado de corrupção, isto considerando apenas como veículo de informação o rádio. Imagine se a internet for utilizada massiçamente para divulgar acusações de irregularidades de políticos.

Nem precisa imaginar, na verdade. A Universidade de Copenhague, na Dinamarca, calculou pra você. Depois de uma análise histórica de 113 países, pesquisadores chegaram a uma regra matemática: a cada 17 pontos percentuais de aumento no uso da internet em um país, a corrupção cai em 0,3 ponto numa escala de 5 pontos. Um exemplo: entre 1991 e 2005, o Uruguai viu o número de internautas subir de 0 % a 17 % da população, e a corrupção cair 0,4 ponto. “Ou seja: a internet pode explicar 73 % da queda da corrupção lá”, diz Jeanet Bentzen, uma das pesquisadoras. [Talvez seja por isso que, no Brasil, apesar de muita gente ter comprado computador, muitos não têm acesso à internet banda larga em casa devido ao preço e falta de oferta na maioria dos lugares, pois, com certeza, há muitos políticos que temem que a população seja mais informada e tenha acesso a diversos serviços pela rede, que faça diminuir seu poder ou exponha seus trambiques. Logo, popularizar a Internet é um perigo.]

Esse efeito não está só relacionado à corrupção casca-grossa dos políticos. Também tem a ver com as mutretas geradas pelo famigerado “pequeno poder”. Aprendemos a molhar a mão do guarda pra não tomar multa, a deixar uma “caixinha” na repartição pública pra acelerar um processo. Coisas que o povo daquela cidade indiana deixou pra trás com a ajuda de sistemas eletrônicos. E que está acontecendo no Brasil também. Hoje já é possível pedir passaporte direto pelo site da Polícia Federal. No estado de São Paulo, dá pra solicitar carteira de motorista e vistoria no carro pelo portal online do Detran. Isso significa menos espaço para “favorzinhos”, ou para aquele despachante que garante ter um contato quente. O mesmo vale para empresas. Estados como Bahia, Minas Gerais, São Paulo, Paraná e Rio Grande do Sul já usam o pregão eletrônico, pelo qual companhias interessadas em vender ao governo participam de um leilão online. Ganha quem oferecer o menor preço – e todos os participantes acompanham os lances. Um sistema que reduz o risco de o jogo ter cartas marcadas.
[Quanto aos males do “pequeno poder”, que fala o texto, vem do lamentável “jeitinho brasileiro” que, para alguns, é motivo de orgulho, mas que na verdade isso representa o germe da corrupção. Lembre-se que, geralmente, um assaltante de banco começou sua “profissão” roubando, por exemplo, um simples bombom no supermercado. Os adeptos do “jeitinho brasileiro” quase sempre são aqueles que costumam ser coniventes com a corrupção milionária dos políticos. Lembra daquela frase: “cada povo tem o governo que merece”?]

“Quanto mais a internet aproximar governos e cidadãos, melhor”, diz Helder Araújo, fundador da WebCitizen, consultoria dedicada justamente a essa aproximação, e autora de um ranking que mostra a quantas anda a relação online entre cidadão e governo em cada estado. Pode ser coincidência, mas entre os 3 últimos estados no ranking estão Maranhão [tinha que ser] e Amapá. O primeiro é o estado natal de José Sarney. O segundo é o estado pelo qual Sarney foi eleito senador nos dois últimos mandatos.
[Será que é por isso que o Maranhão tem um dos piores serviços de Internet banda larga do país. Informação aqui é considerada um perigo. Os oligarcas daqui – quem, quem? - sabem que investir na educação dos maranhenses representa um suicídio político a longo prazo. Não é mesmo Secretaria de Estado da Educação do Maranhão, vulgo SEDUC?].

25 outubro 2009

Vem aí novo padrão para plugues e tomadas

Os plugues e tomadas elétricas brasileiros terão um novo padrão a partir de 2010, determinado pelo Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial). Os novos plugues brasileiros passam a ter dois ou três pinos e as tomadas, que antes eram planas, agora têm uma reentrância.
Segundo o Inmetro, o novo sistema traz mais segurança ao consumidor na hora de ligar um aparelho à tomada, por causa da cavidade. Ao plugar, o dedo não encosta na parte por onde passa a corrente elétrica. A energização do pino, do plugue, só ocorre quando ele estiver totalmente encaixado nessa cavidade sextavada, o que impede o choque elétrico.
Além disso, os plugues de aparelhos com maior potência não encaixam nas tomadas feitas para cargas menores, o que diminui o risco de curto-circuito.
A padronização tornou-se obrigatória por meio de uma portaria do instituto publicada em 2000. Naquele ano foram estabelecidos diferentes prazos para que os vários segmentos da indústria adotem as novas regras a partir de janeiro de 2010, quando fica proibida a fabricação e importação de aparelhos com os plugues antigos. Em 1º de janeiro de 2011, vence o prazo para que o comércio varejista deixe de vender, de maneira avulsa, plugues e tomadas do modelo antigo. A etapa final está prevista para 1º de julho de 2011, quando vence o prazo para que o comércio varejista pare de vender aparelhos eletroeletrônicos com o plugue antigo.
Hoje no Brasil existem mais de 12 tipos diferentes de plugues e oito de tomadas. Essa diversidade toda causa uma série de situações de riscos. A incompatibilidade levava a que o consumidor adotasse uma série de opções sem qualquer segurança, como lixar o pino do plugue. Além, naturalmente, da perda da energia elétrica, transformada pela irregularidade em calor com risco ao usuário.
O mérito da padronização que está sendo adotada pelo Inmetro é exatamente o aumento da segurança. A tomada e o plugue, como hoje são feitos, permitem o que chamamos de inserção parcial. A finalidade da padronização que vem sendo discutida desde o final da década de 90 tem esse objetivo da segurança.
O consumidor brasileiro não terá que se preocupar, de imediato, com a padronização em andamento. Oito de cada dez aparelhos vendidos hoje nas lojas se encaixam nas novas tomadas, segundo o Inmetro. Muitos eletrodomésticos e eletroeletrônicos, por exemplo, já estão com seus plugues e tomadas adaptados, como é o caso das TVs e geladeiras.
Para encaixar os aparelhos antigos nas novas tomadas, a recomendação é usar um adaptador com selo de segurança, que custa em torno de R$ 8,00.
O que muda com a padronização de plugues e tomadas
Acabam os plugues de pino chato; os aparelhos passam a ter plugues somente com pinos redondos.
Dependendo das características do aparelho, ele poderá ter plugue de dois ou três pinos. O terceiro pino funciona como fio terra dos produtos que precisam de aterramento para evitar choques.
Os pinos terão diâmetros diferenciados de acordo com a corrente elétrica de que o aparelho necessita para funcionar. Essa informação deverá constar na embalagem dos produtos. Terão um diâmetro para aparelho que operam com corrente elétrica de até 10 ampères e outro para os que operam entre 10 e 20 ampères. Isso impede que um aparelho de maior amperagem possa ser conectado a instalação de até 10 ampères, sobrecarregando-a.
Em alguns casos, o consumidor terá que trocar as tomadas antigas por novas que estejam dentro do padrão para poder conectar aparelhos com plugues padronizados.
Nos computadores, por exemplo, é comum o uso de cabos de energia com plugues de três pinos: dois pinos chatos e um pino redondo do terra, e com os estabilizadores de tensão, módulos isoladores e nobreaks adaptados a eles. Pois se você comprar um novo computador nos próximos anos, terá que usar um adaptador para conectá-lo ao estabilizador ou comprar um novo estabilizador com o novo padrão de plugue e, de quebra, trocar a tomada. Mudança completa!
Tem muita gente que vai reclamar, principalmente, aqueles brasileiros menos informados (a maioria) ou aqueles que não costumam dar a devida atenção às questões de segurança, acreditando que há sempre um anjo atento e pronto para afastá-los do perigo.

19 outubro 2009

Estimativas: Queimando Calorias

Considerando uma dieta normal, quanto de energia, em calorias, deve ser consumida por todos os habitantes de São Luís durante o período de um mês?

O texto abaixo é das alunas Fernanda, Taciane e Glenda.
Leia, ao final, um comentário sobre uma confusão muito grande que ocorre em relação à unidade caloria.

Calorias: a energia contida nos alimentos

A ditadura da caloria parece que veio para ficar, mas a pergunta é: o que é caloria?

Caloria é quanto de calor o alimento libera após sua digestão. Caloria é, resumidamente, a quantidade de energia que o alimento fornece, a energia que precisamos para tudo, o dia todo, até para dormir. Então, quanto de energia, ou melhor, quantas calorias são necessárias por dia?

O homem saudável adulto precisa aproximadamente de 2500 Calorias, e a mulher precisa de 2200 Calorias. E se ingerirmos mais do que isso? As calorias sobram e se acumulam em forma de gordura. É assim que engordamos.

Os principais alimentos energéticos são:
- Gorduras: cujo metabolismo de uma grama (1g) libera 9 Calorias;
- Carboidratos: cujo metabolismo de 1g libera 4 Calorias;
- Proteínas: cujo metabolismo de 1g libera 4 Calorias;
- Álcool: cujo metabolismo de 1g libera 7 Calorias.

Quando se fala de quantidade de calorias em um determinado alimento, fala-se em energia armazenada nas ligações químicas dos constituintes destes alimentos. A energia química é liberada no organismo através do metabolismo dos nutrientes absorvidos pelo sistema digestivo. Esta energia é responsável por todas as atividades vitais dos seres vivos, desde o funcionamento do cérebro, a atividade muscular, os batimentos cardíacos, até o crescimento dos cabelos e das unhas.

Comentário a respeito da unidade caloria

Caloria (símbolo: cal) é uma unidade de medida de energia não pertencente ao Sistema Internacional de Unidades. A caloria é definida como sendo o calor trocado quando a massa de um grama de água passa de 14,5 ºC para 15,5 ºC. A unidade no Sistema Internacional (S.I) é o Joule (J). 1 cal é igual 4,1868 J (exatamente).

Quando usamos caloria para nos referirmos ao valor energético dos alimentos, na verdade queremos dizer a quantidade de calor necessária para elevar a temperatura de 1 quilograma (equivalente a 1 litro) de água de 14,5 ºC para 15,5 ºC. O correto neste caso seria utilizar kcal (quilocaloria), porém o uso constante em nutrição fez com que se modificasse a medida. Assim, quando se diz que uma pessoa precisa de 2.500 calorias, na verdade são 2.500.000 calorias (2.500 quilocalorias). Hoje também é comum expressar quilocalorias escrevendo-se a abreviatura de caloria "Cal" com a letra C em maiúsculo. Ex.: 1 Cal =1000 cal = 1 kcal, gerando uma imensa confusão.

Porém, na Física, é recomendável utilizar quilocaloria (kcal) ao invés de Caloria (Cal). As embalagens dos alimentos, desde 2001, conforme resolução do Ministério da Saúde, trazem grafada, na tabela nutricional dos alimentos, a unidade correta, que é a “kcal”. Pra que confundir se podemos simplificar?

Finalmente o cálculo da estimativa

O total de habitantes de São Luís é, de acordo com dados oficiais do IBGE, de 997.098 habitantes. Mas recentemente uma decisão judicial do TRF 1ª Região devolveu ao município de São Luís cerca de 30 mil habitantes que haviam sido incorporados desde 2006, por decisão Liminar da 6ª Vara Federal, ao município de São José de Ribamar. Reincorporando os 30 mil que lhe foram tirados há três anos, chega a 1.027.098 habitantes.

Havia uma briga da prefeitura com o IBGE, a primeira reivindicando 1 milhão de habitantes, inclusive insinuando que o censo de 2007 estava errado, para que, assim, garantisse o acesso ao fundo especial das capitais com mais de 1 milhão de habitantes.

Sabe como é: mais dinheiro no cofre municipal, mais grana para “investir” na cidade ou, para os que não acreditam em Papai Noel, mais grana para desviar.

Pois bem, Considerando, então, uma dieta normal de um adulto, seja homem ou mulher, de 2400 kcal e o total de habitantes de São Luís, a quantidade ideal de calorias consumida por todos os habitantes da capital maranhense por dia é 1.027.098 x 2400 = 2.465.035.200 kcal. Por mês a quantidade de calorias consumida é de 2.465.035.200 x 30 = 73.951.056.000 kcal ou cerca de 74 bilhões de quilocalorias por mês.
Haja comida!

14 outubro 2009

Mistério na Jordânia: Temperatura sobe a 400ºC

O fenômeno ocorreu na terça-feira (6) em uma área de quase dois mil metros quadrados na província de Balqa, na Jordânia. As autoridades jordanianas investigam o que motivou um repentino aumento da temperatura até 400ºC no local próximo a Amã.
"O fenômeno foi descoberto por acaso quando ovelhas entraram no terreno enquanto estavam pastando", disse o governador da província. De acordo com os pastores que cuidavam das ovelhas, os animais "foram completamente queimados e desapareceram".

As autoridades isolaram a área e retiraram os moradores do local. O Governo jordaniano deixou a investigação do fenômeno a cargo de um painel formado por diversos departamentos e instituições acadêmicas.
O chefe da associação jordaniana de geólogos, Bahjat Adwan, descartou a presença de qualquer atividade sísmica ou vulcânica na área.
O diretor do Conselho de Recursos Naturais da Jordânia, Maher Hijazin, informou que certos materiais orgânicos podem ter se juntado e reagido sob a superfície, gerando o inusitado aumento de temperatura. Hijazin também destacou que há uma rede de água e esgoto que lança seus resíduos na região.

Nessas horas, somos tentados a imaginar explicações que beiram o sobrenatural ou a olhar para o céu e cogitar que algo extraterrestre e “extraquente” rondou a área. Mas qualquer explicação sem base científica é precipitada. Lembre-se do misterioso animal encontrado e morto por quatro adolescentes em setembro no Panamá. O suposto ser extraterrestre, como muitos pensavam, é um bicho-preguiça que sofreu mutação (acompanhe o caso aqui).



OUTROS MISTÉRIOS DO ANO

Estranha formação de nuvens na Rússia

Uma estranha formação de nuvens foi filmada no início do mês no céu de Moscou, na Rússia. Enquanto alguns chegaram a levantar a hipótese de ser um OVNI, especialistas afirmaram à imprensa russa que o fenômeno visto na capital do país trata-se de um efeito de óptica (ilusão de óptica) puramente e não há nenhuma relação com a poluição atmosférica.


Labaredas de fogo na água

Um fenômeno observado no Rio Claro, no município de São José do Rio Claro (MT), intrigava turistas em maio deste ano. Labaredas de fogo surgiam da água.
O ponto exato era um local em que a correnteza não tem força e forma um alagado. A água borbulhava quando a areia era remexida e liberava um gás inflamável, que se incendiava em contato com uma faísca.
Especialistas estiveram no local e descobriram que o gás tinha origem na decomposição de material orgânico no leito do rio.


"ET-animal" do Panamá

Veja algumas fotos do suposto extraterrestre encontrado no Panamá (comentado acima):

10 outubro 2009

Garotas na sala de aula prejudicam desempenho dos meninos

Se os homens tinham dúvidas que mulher atrapalha os estudos, agora há provas. Uma pesquisa da Universidade de Otago, na Nova Zelândia, mostrou que os meninos têm as notas mais baixas quando estudam com garotas, mas, em turmas de um sexo só, não há diferenças entre as notas. Quando tem mulher na classe, eles se distraem, deixam as melhores notas para elas e não passam no vestibular. “O problema da diferença das notas masculinas e femininas começa no primário e se reflete na faculdade”, afirma a pesquisadora Sheree Gibb, uma das responsáveis pelo estudo. Na Nova Zelândia, as garotas levam vantagem em todos os graus de ensino superior: têm 63 % dos diplomas de graduação, 57 % dos de mestrado e 51 % dos diplomas de doutorado. Tentando descobrir o motivo, os pesquisadores foram atrás das notas de escolas mistas e de um sexo só (na Nova Zelândia há escolas públicas unissex). As provas mostraram que, quando colocados em escolas masculinas, os garotos se comportam melhor e tiram notas tão boas quanto as delas. “A diferença no rendimento pode ser explicada pelo comportamento das crianças”, diz a pesquisadora. “Os meninos tendem a ser aéreos, agressivos e agir de modo inapropriado quando estão com garotas.”

Será que é por esse motivo que o Colégio São Bento, no Rio de Janeiro, que só aceita alunos do sexo masculino, ficou em primeiro lugar no Exame Nacional do Ensino Médio 2009 (ENEM)?

A verdade é que pesquisas mostram que, em países como o Brasil, as mulheres estão estudando mais que os homens. Isto significa que, em um futuro próximo, as mulheres passarão a dividir poder com os homens ou até tornarem-se mais poderosas que eles, por exemplo, haverá um número maior de mulheres chefes de estado ou executivas de multinacionais.

O primeiro parágrafo desse texto foi extraído da matéria “A queda das Certezas” da revista Galileu deste mês, nº 219. A matéria fala sobre como uma nova geração de economistas, linguistas e cientistas está colocando abaixo algumas de nossas maiores convicções, através das seguintes pesquisas:
  • TV deixa crianças inteligentes;
  • Filmes violentos diminuem o crime nas ruas;
  • Ler não é fundamental;
  • Rodízio coloca mais carros nas ruas;
  • Comer muito não engorda;
  • Não vale a pena economizar a água do prédio;
  • Árvores poluem e aquecem o planeta;
  • A pirataria melhora a economia;
  • Novelas diminuem o número de filhos.
Doidice? Então leia a revista Galileu!
OBSERVAÇÃO: O professor Tuba é colecionador da revista Galileu desde os tempos da Globo Ciência (nome antigo da Galileu). Ele possui todos os números, mas dois deles foram parcialmente danificados por um tornado que atingiu Santa Catarina.

04 outubro 2009

Prêmio IgNobel 2009: Sutiã vira máscara de gás

Paródia do prestigiado prêmio Nobel - dado anualmente, em Estocolmo e Oslo, a pesquisadores e profissionais que se destacaram em determinadas áreas - o IgNobel, patrocinado por uma revista de humor da Universidade de Harvard, elege as pesquisas mais inusitadas. Veja algumas das premiações:

O prêmio de saúde pública foi para uma equipe de pesquisadores que desenhou e patenteou um sutiã que pode ser convertido rapidamente em duas máscaras de gás: uma para a usuária do sutiã e outra para alguém próximo que estiver em apuros.

O patologista Stephan Bolliger e sua equipe da Universidade de Berna, na Suíça, ganharam o prêmio por um estudo que fizeram para determinar se uma garrafa de cerveja vazia causa mais ou menos danos ao crânio humano do que uma cheia em uma briga de bar.
"Ambos são suficientes para quebrar o crânio. Contudo, os vazios são mais resistentes", disse Bolliger. Isso ocorre porque a pressão da cerveja faz com que a garrafa cheia exploda rapidamente.

Gideon Gono, diretor do Banco de Reserva do Zimbabué, país que luta para combater a hiperinflação, ganhou um prêmio "por permitir que as pessoas lidem de maneira simples e cotidiana com uma vasta gama de números”. Isso porque seu banco imprime notas com valores que variam de um centavo a 100 trilhões de dólares do Zimbábue.

Donald Unger, da Califórnia, foi homenageado por uma experiência feita ao longo de sua vida. Durante 60 anos, ele estralou as juntas da mão esquerda, mas nunca as da direita, para provar que o hábito não causa artrite.
Outros agraciados foram agricultores que provaram que nomear vacas faz com que elas deem mais leite e um cientista que calculou que as mulheres grávidas não caem [Não caem?!?].

Fonte: http://g1.globo.com/

Tubosfera

Tuba TwitterTuba Livre MemeTuba Física YoutubeTuba RSSTuba Livre Yahoo RespostasTuba Livre SkoobTuba Física diHITT
ATENÇÃO: Siga ou adicione o Tuba nas seguintes redes sociais e você será seguido ou adicionado: Siga o Tuba no Twitter, Meme, Youtube, Yahoo Respostas, Skoob e/ou diHITT .

Divulgue o Tuba Física

Família Tuba

Tuba Seguidores

Faça parceria com o Tuba! Ponha o link do Tuba Física no seu blog e me avise, seu link será inserido aqui, ajudando a aumentar o tráfego de ambos blogs.

Sites de Física indicados pelo Professor Tuba

FísicanetSeara da CiênciaEu Adoro FísicaA Aventura das PartículasFísica ModernaFísica na VeiaDiscovery BrasilFeira de CiênciasMochoCurso de Física

Campanhas Educativas que o Prof. Tuba apoia

Cidade da LeituraCampanha de Combate à CorrupçãoTodos pela EducaçãoTV: Quem financia a baixaria é contra a cidadania

Tuba Agregadores

Central Blogs
 
▲ TOPO ▲
© 2009 | Tuba Física | Por Professor Tuba | Tuba Livre